terça-feira, 20 de junho de 2017

Você se torna no que você come

Você se torna no que você come


Gosto dessa expressão: “Você se torna no que você come.” Na Bíblia, lemos uma passagem em Jo 6:51-56 onde o Senhor Jesus disse:

Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo".Então os judeus começaram a discutir exaltadamente entre si: "Como pode este homem nos oferecer a sua carne para comermos? "Jesus lhes disse: "Eu lhes digo a verdade: Se vocês não comerem a carne do Filho do homem e não beberem o seu sangue, não terão vida em si mesmos.Todo o que come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.Pois a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue é verdadeira bebida.Todo o que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.João 6:51-56

A esperança é para nossa alma o que a energia é para o nosso corpo. Assim como nossos corpos devem ter energia para continuar, nossas almas devem ter esperança de continuar.

Quando nosso corpo precisa de energia, nós comemos alimentos. Mas quando nossa alma precisa de esperança, o que nós alimentamos? Das Promessas de Deus.

Por que alimentamos nossas promessas da alma? Porque as promessas têm a ver com o nosso presente e futuro, e esperamos ver pelo cumprimento dessas promessas em nossas vidas, mesmo que demore cerca de um mês, um ano ou dez anos.

Nós nunca esperamos o passado. Podemos agradecer o passado. O passado pode inspirar ou mesmo garantir um futuro esperançoso para nós. Mas todas as coisas maravilhosas que nos aconteceram no passado não alimentarão nossa esperança se nosso futuro parecer triste.

No entanto, se o nosso futuro for promissor, nossa alma terá esperança, mesmo que o nosso presente seja miserável, porque a esperança é o que mantém a alma em paz.

Então, nós "comemos" através da palavra de Deus as promessas de Deus, que nossa alma digere (acredita) e converte-se para a esperança. Oh Glória!

Os Alimentos tóxicos para Alma

Ao alimentar o corpo, há "comida saudável" e há "comida não saudável". Ambos irão, no curto prazo, produzir energia. Mas os alimentos saudáveis ​​fornecem os tipos certos de energia, aumentam a operação dos complexos sistemas do corpo, reforçam sua resistência contra a doença e aumentam sua durabilidade e longevidade. A comida não saudável, por outro lado, tem essencialmente o efeito oposto em todas essas áreas, e contribui para doenças do corpo ao longo do tempo.

Da mesma forma, existem "promessas saudáveis” e as “promessas aparentemente saudáveis". Ambos irão, no curto prazo, produzir esperança. Mas promessas saudáveis dentro da palavra de Deus (a Bíblia) ​​, fornecem o certo tipo de esperança e promovem uma saúde espiritual para eternidade em todas as complexidades da alma humana. As promessas aparentemente saudáveis, por estarem fora da palavra de Deus provam, em última instância, tóxicas e levam à morte da alma.

Percebemos, que tanto a nutrição física como a espiritual são importantes, porque sempre nos tornamos o que comemos. No entanto, devemos ter maior cuidado com o que alimentamos nossas almas, ou seja, se filtramos os conteúdos que consumimos, porque muito mais está em jogo.

O mundo jás no maligno, por isso, o diabo está consciente de que alimentamos a nossa alma das promessas de Deus ou não, e é por isso que, existem as promessas fora da palavra estão em toda parte. Eles são fortemente comercializados (observe cada tentação para o pecado é uma promessa de algum tipo de felicidade), atrativamente embalados, saborosos (embora não verdadeiramente ricos), convenientes, e tenham um fascínio particular quando você está com pouca esperança. Eles entregam um toque rápido de falsas esperanças e arruínam seu apetite por promessas verdadeiramente saudáveis.

Mas as promessas aparentemente saudáveis sempre decepcionam porque seu zumbido é seguido por uma esperança que nos faz mergulhar em culpa, vergonha e vazio. Eles nunca entregam a felicidade que eles prometem porque nossas almas são projetadas para uma esperança muito melhor. E, no entanto, as promessas aparentemente boas podem ser viciantes, porque depositamos a nossa confiança em algo que perece.


A comida viva: “JESUS”

"O homem não vive de pão sozinho, mas. . . Por cada palavra que vem da boca do Senhor "(Deuteronômio 8: 3, Mateus 4: 4). Nossas almas são projetadas para serem alimentadas pelas "promessas preciosas e muito boas" de Deus (2 Pedro 1: 4).

Mas essas promessas não são meras palavras humanas; Elas são vivas e ativas (Hebreus 4:12), procedendo diretamente da Palavra viva, Jesus Cristo (João 1: 1). Ele é a Palavra de Deus (Apocalipse 19:13) e "todas as promessas de Deus encontram o seu fim e cumprimento nele" (2 Coríntios 1:20).

O que poderia dar mais esperança às nossas almas pecaminosas do que as promessas de Jesus de perdoar completamente todos os nossos pecados, remover todo o julgamento e a ira do Pai contra nós, estar sempre conosco (Mateus 28:20) e nos dar a Vida Eterna na presença de Deus com plena alegria e prazeres para sempre (Salmo 16:11)? Somente nele encontramos "um futuro e uma esperança" (Jeremias 29:11).

É por isso que Jesus se chamou o pão da vida (João 6:35). A graça passada de sua morte e ressurreição garante um fluxo interminável de esperança que dá graça futura para nós, que se estende até a eternidade. Comer estas promessas é comer este pão vivo e viver para sempre (João 6:51).

E Jesus criou a Bíblia como um depósito de alimentos vivos e vivos para os seus santos. É cheio de promessas, e ele nos convida a vir se alimentar dele gratuitamente (Isaías 55: 1)!


Você pode mudar hoje

Este alimento que torna vivo a nossa alma é mais vital para a nossa saúde final do que a comida corporal. Mas aprender a comer bem por causa do bem-estar do nosso corpo tem lições valiosas para comer bem para o bem-estar da nossa alma. E uma dessas lições valiosas é que nossas preferências de gosto podem ser alteradas. Pense nisto!

Nossos gostos são condicionados por hábitos e maneiras erradas de pensar sobre os alimentos. Comer os alimentos saudáveis e as promessas saudáveis, ​​requer mais trabalho, para planejar novos hábitos de disciplina que não são tão convenientes e divertidos quanto as promessas aparentemente saudáveis. E se nos tornarmos condicionados a promessas altamente processadas, açucaradas e vazias, artificialmente projetadas para serem viciantes, podemos achar que o sabor e a textura dos alimentos verdadeiros são menos divertidos.

A única maneira de quebrar o hábito de comer promessas aparentemente saudáveis é cultivar um gosto por promessas ricas, nutritivas, duradouras, profundamente satisfatórias e verdadeiras. É preciso comer comida real para desenvolver o sabor da comida real. Devemos ser pacientes. Os gostos antigos não diminuem e os novos gostos não são adquiridos durante a noite. Podemos achar útil alterar alguns hábitos alimentares corporais ao mesmo tempo, e deixar essa experiência ilustrar a realidade espiritual. Mas ao pressionarmos, Deus nos encontrará e nos ajudará a "provar e ver" que ele é bom (Salmo 34: 8).

"O Deus da esperança" quer nos banquetear com as suas promessas e ser preenchido "com toda a alegria e paz em acreditar, de modo que, pelo poder do Espírito Santo, abundemos em esperança" (Romanos 15:13).

Lembre-se! A nossa Alegria não vem do modo de vida com riquezas, fama, status social e tudo mais que o mundo tem a nos oferecer. Mas, a nossa alegria provem de Deus, quando recebemos a graça e os seus benefícios dados à nós imerecidamente, através da obra de Cristo na Cruz do Calvário.

Glória a Deus, Amém!

Por: Missionário Vagner :) ;)


Tags: Fé, Perseverança , Esperança , Promessas de Deus , Cuidados da Alma

0 comentários:

Postar um comentário